AVISO

É expressamente proibida a cópia ou reprodução em parte ou na totalidade do conteúdo deste blog, sem prévia autorização, estando reservados os direitos de Autor.

Para utilização de qualquer poema, é favor contactar a Sociedade Portuguesa de Autores..pt.

A Autora,

Isabel Mendes (Isamar)

segunda-feira, 15 de outubro de 2018

Se eu fugisse

Fonte: Google Images

Se eu fugisse pela multidão
Assim sem medo, sem ilusão
Aposto que nem me vias passar
Nem saberias que não decidi ficar

Se eu chegasse ao outro lado
Mesmo pelo caminho errado
Sei que não te iria escrever
Chega de mim não quereres saber

Se eu construísse o meu castelo
Com tudo o que acho de belo
Não te iria informar a morada
Nunca caminhaste na minha estrada.

sábado, 13 de outubro de 2018

O Cupido

Fonte: Google Images

O cupido fez das suas
Correu todas as ruas
Em busca da sua presa
Eram poucos os apaixonados
Que queriam ser testados
E não gostaram da surpresa

Ao final da tarde
Depois de tanto cobarde
Deu por terminado o serviço
O cupido chegou à conclusão
Que já ninguém sofre de paixão
E preparou o seu sumiço.

quarta-feira, 10 de outubro de 2018

Uma Flor amarela

Fonte: Google Images

Uma linda flor amarela
No vaso pequeno da janela
Quem passa gaba o cheirinho
Quem lá mora trata com carinho

Pétalas macias como cetim
Quem lhes toca acha assim
Enfeitam a casa da aldeia
E alegra quem a rodeia

O simples é tão belo
Há tanta beleza no singelo
A natureza assim o quis
E o povo assim o diz.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...