AVISO

É expressamente proibida a cópia ou reprodução em parte ou na totalidade do conteúdo deste blog, sem prévia autorização, estando reservados os direitos de Autor.

Para utilização de qualquer poema, é favor contactar a Sociedade Portuguesa de Autores..pt.

A Autora,

Isabel Mendes (Isamar)

domingo, 12 de agosto de 2018

Palavra do meu Senhor

Fonte: Google Images

Acredito no ensinamento
Na força do pensamento
Da palavra do meu Senhor
Sei que não estou só
Que hei-de regressar ao pó
Para junto do meu Criador

O caminho pode ser estreito
Até ser pequeno o meu feito
Mas o coração tem o seu rigor
A vontade nasce da insistência
Do tamanho da resiliência
Da palavra do meu Senhor

As lágrimas fazem-me companhia
Mais tempo do que eu queria
O sol já não me faz calor
Sinto que em cada desespero
Comigo está Aquele que venero
Graças à palavra do meu Senhor.

quinta-feira, 9 de agosto de 2018

Não posso perder

Fonte: Google Images


Não posso perder a fé
Se o vento não chega ao moinho
As ervas podem toldar o caminho
Mesmo assim continuo a pé

Não posso perder o foco
Se com pouco ar sufoco
Aprendi a respirar bem fundo
E a dar valor a cada segundo

Não posso perder a humildade
Minhas raízes, minha fundação
Acredito que a melhor vocação
É repartir com toda a bondade.

domingo, 5 de agosto de 2018

Festa na Aldeia

Capela de Stº. António - Arrancada do Vouga

As ruas todas enfeitadas
Quais donzelas requintadas
Com arcos coloridos de bom gosto
A música toca nos altifalantes
A tombola tem cheias as estantes
É festa, chegou Agosto

O santo de devoção do lugar
Vai no andor a observar
Os filhos que regressam à localidade
A saudade dura o ano inteiro
O regresso parece sempre o primeiro
Pagam-se promessas por vencer a dificuldade

A banda filarmónica vestida a rigor
Segue logo atrás do andor
É dia de festa e romaria
A música acompanha a procissão
A aldeia entoa a sua oração
É dia de festa na freguesia.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...