AVISO

É expressamente proibida a cópia ou reprodução em parte ou na totalidade do conteúdo deste blog, sem prévia autorização, estando reservados os direitos de Autor.

Para utilização de qualquer poema, é favor contactar a Sociedade Portuguesa de Autores..pt.

A Autora,

Isabel Mendes (Isamar)

quarta-feira, 29 de junho de 2011

SABES-ME...


Sabe-me a doce, tão doce
O teu beijo sentido
Perdido
No meu regaço
Sabe-me a doce, tão doce
O teu sorriso
Tão preciso
Tão doce embaraço.


Sabes-me bem, tão bem
És suave como o mel
E conheces-me tão bem a pele
Sabes-me bem, tão bem
Como cada entardecer
Cada gota do meu ser
Tua pintura a pincel.

quinta-feira, 9 de junho de 2011

PORTUGAL


Portugal, és tempero
és sabor e tradição
Portugal, és o desespero
daqueles que temem pela nação.

Portugal, história de valentia,
de heróis e de um povo valente.
Portugal, és frio e maresia,
és descobridor de tanta gente.

A tua bandeira eu venero,
porque ser português é ser lutador.
Portugal de ti eu espero
ouvir o fado em qualquer cantor.

Soltem as amarras
Portugal não teme a guerra
Icem as bandeiras
Portugal ganhou o céu e a terra.


--------------------------------------

Levanto a mão com orgulho
E canto por quem merece a minha voz
Portugal, por ti fazemos barulho
Portugal és de todos nós

Levo a alma de bandeja
Por um povo que navegou o desconhecido
Portugal, não importa onde esteja
Meu coração estará sempre contigo

Portugal de memórias, com passado
Terra de quem aprendeu a lutar
Portugal és um país idolatrado
Por quem nesta vida sabe como é difícil ganhar.