AVISO

É expressamente proibida a cópia ou reprodução em parte ou na totalidade do conteúdo deste blog, sem prévia autorização, estando reservados os direitos de Autor.

Para utilização de qualquer poema, é favor contactar a Sociedade Portuguesa de Autores..pt.

A Autora,

Isabel Mendes (Isamar)

quarta-feira, 26 de dezembro de 2012

FELIZ 2013




Mais um ano a terminar
Mais um ciclo que sai de cena
Resta agora ponderar
Se tudo valeu a pena

Para o novo ano que começa
Os desejos são sempre iguais
Saúde, paz e felicidade
Porque o resto são coisas banais

Os planos que traçarmos
Seja a meio ou no início
Nunca se concretizam
Sem um pouco de sacrifício

Que entremos no nosso melhor
Seja por que pé for
Que os desejos se tornem reais
Sempre à pala com o amor.

Autoria: Isabel Mendes

sexta-feira, 21 de dezembro de 2012

NOITE DE NATAL


(imagem retirada da internet)


Nesta noite de Natal
Há presentes pela sala
Há um sonho de criança
Há um riso em cada fala

Os presentes vão-se abrindo
Num sorriso de alegria
Uma esperança em cada gesto
“o presente que eu queria!”

As luzes piscam sem parar
Com a alegria que se vive
O pinheiro está tão lindo
Como também um dia eu estive

Restam papéis pela sala
Dos embrulhos que se abriram
Resta um cheirinho a alegria
Das emoções que se sentiram

Autoria: Isabel Mendes

sexta-feira, 14 de dezembro de 2012

SERÁ NATAL?


Dizem por aí que é Natal!
Não será antes um puro consumismo
Disfarçado do mais barato eufemismo?
Não se vê nenhuma vontade
Nem de dar a simples liberdade
Quanto mais o necessário
Como um belo breviário!
Pois eu cá p’ra mim não é Natal
Pelo menos daquele que é real
De Amor, de Paz, Compreensão,
De Alegria, Bondade e Devoção.
É apenas o decorar da varanda
E se calhar porque a obrigação manda!
É ter o piscar de luzes mais brejeiro
Que o da vizinha e do bairro inteiro.
Não se ouve tocar dentro de nós
Aquela balada que até nos leva a voz,
Só se sente sair do bolso a carteira
P’ra se colocar mesmo em frente da ceifeira.
Mas continuamos a dizer que é Natal
E que se pode tudo, que não faz mal!
Mais parece que estamos na marquesa
Para a mais comum das operações
É que estas cataratas de certeza
Que nos deixam ceguinhos e charlatães!

Autoria: Isabel Mendes



quarta-feira, 12 de dezembro de 2012

CARTA AO PAI NATAL

(imagem retirada da internet)

Querido Pai Natal
Tu que és aquele, tu que és o tal
Que nos entope a chaminé
Não sei se de trenó, não sei se a pé
Venho por este meio reclamar
Que não gosto do teu modo de trabalhar.
Acho que exageras na história dos presentes,
Cada ano que passa, mais mentes.
Enganas as crianças,
Dás-lhes falsas esperanças,
Porque muitas vezes quem se portou mal
É quem mais recebe no Natal.
Vê lá se cortas na comida, toma jeito,
Há quem goste de ti, ninguém é perfeito!
Quanto às prendas que ofereces
E só dás a quem merece
Espero bem que estejas legalizado,
Porque, ou somos filhos ou somos enteados.
Pronto, não te quero roubar mais tempo
Ouvi dizer que andas farto de trabalhar
Corta mas é essa barba
Porque a história do velhinho
Já começa a cansar.

Autoria: Isabel Mendes


quarta-feira, 5 de dezembro de 2012

Nossa Srª Da Conceição (8 de Dezembro)



Nossa Senhora da Conceição
Mãe do Salvador da humanidade
Te oferecemos o nosso coração
Recebe-o como prova de humildade

Protege, guia e zela
O reino que a Ti foi confiado
Ameniza os caminhos mais sinuosos
E cobre com Teu manto o mais desamparado

Virgem Imaculada sem mancha
Teu dia é Festa Universal
Rainha de um povo que te venera
Te louvamos Padroeira de Portugal

Mãe de uma nação que Te pertence,
És a esperança de quem se sente fraquejar.
Senhora de um povo que sabe o que sente,
Quando na fé Tu nos fazes acreditar.

Rainha de olhar sereno,
Rosto pequeno
E manto protector.
Virgem Imaculada,
Padroeira Sagrada
A Tua nação te canta louvor.

Nossa Senhora da Conceição
Contigo caminhamos neste fado
Santa Mãe, Tu és a salvação
Obrigado por sermos o Teu legado.

segunda-feira, 3 de dezembro de 2012

Para a minha irmã Lucília



És a maior parte de mim
Minha Alegria sem fim.
Se o teu sorriso me falta
perco a direcção
os teus olhos trazem-me a calma
és quem dá vida ao meu coração.
Os meus dias só são alegres
porque os passo contigo
acordo e adormeço
porque estás sempre comigo.
És o meu braço direito
a bússola que me guia pelo caminho
és quem me enche o peito
de verdadeiro carinho.
Sabes que sem ti não consigo caminhar
porque os teus passos ensinam os meus
só tu me conheces o respirar
todos os meus tesouros são teus.
Mana, Protectora, Guardiã
é pouco para te definir
ajudas a manter minha alma sã
sem ti não saberia sorrir.
És a força e a coragem
que nunca conseguirei ter
é um orgulho ser da tua linhagem
és a minha maior razão de viver.
Todas as palavras e sentimentos
não agradecem o suficiente
Obrigada por todos os momentos
Obrigada por estares sempre presente!

Autoria: Isabel Mendes
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...