AVISO

É expressamente proibida a cópia ou reprodução em parte ou na totalidade do conteúdo deste blog, sem prévia autorização, estando reservados os direitos de Autor.

Para utilização de qualquer poema, é favor contactar a Sociedade Portuguesa de Autores..pt.

A Autora,

Isabel Mendes (Isamar)

terça-feira, 30 de dezembro de 2014

Feliz ano novo!




Mais um ano a terminar
Mais um ciclo que sai de cena
Resta agora ponderar
Se tudo valeu a pena.

Para o novo ano que começa
Os desejos são sempre iguais
Saúde, paz e felicidade
Porque o resto são coisas banais.

Os planos que traçarmos
Seja a meio ou no início
Nunca se concretizam
Sem um pouco de sacrifício.

Que entremos no nosso melhor
Seja por que pé for
Que os desejos se tornem reais
Sempre à pala com o amor.

quarta-feira, 24 de dezembro de 2014

FELIZ NATAL ♥




Natal é fazer alguém sorrir
Como a neve, que ao cair
Provoca o sorriso de uma criança
Natal é o aconchego da lareira
São as conversas e as brincadeiras
É o despertar de uma nova esperança.

Natal é o frio de madrugada
Que traz o Sol como camarada
Para nos iluminar mais um dia de incerteza
Natal é a família em harmonia
Que preserva o valor da alegria
E se junta ao redor da mesa.

Natal é o abraço apertado
Que, sem ser pedido, é dado
E aquece até o mais frio coração
Natal é amar sem contrapartida
É perdoar, porque é o ciclo da vida

Natal é saber repartir o pão.

segunda-feira, 22 de dezembro de 2014

Será Natal?!

(imagem retirada da internet)

Dizem por aí que é Natal!
Não será antes um puro consumismo
Disfarçado do mais barato eufemismo?
Não se vê nenhuma vontade
Nem de dar a simples liberdade
Quanto mais o necessário
Como um belo breviário!
Pois eu cá p’ra mim não é Natal
Pelo menos daquele que é real
De Amor, de Paz, Compreensão,
De Alegria, Bondade e Devoção.
É apenas o decorar da varanda
E se calhar porque a obrigação manda!
É ter o piscar de luzes mais brejeiro
Que o da vizinha e do bairro inteiro.
Não se ouve tocar dentro de nós
Aquela balada que até nos leva a voz,
Só se sente sair do bolso a carteira
P’ra se colocar mesmo em frente da ceifeira.
Mas continuamos a dizer que é Natal
E que se pode tudo, que não faz mal!
Mais parece que estamos na marquesa
Para a mais comum das operações
É que estas cataratas de certeza
Que nos deixam ceguinhos e charlatães!

quarta-feira, 10 de dezembro de 2014

10 de Dezembro - Dia de Santa Eulália

(imagem retirada da internet)


Santa Eulália, corajosa
foste Mártir em tão tenra idade
a tua alma honrou o Senhor
no sacrifício encontraste a felicidade

Na tortura viste alegria
e na dor viste gratidão
pelas chamas entregaste o espírito a Deus
Exemplo de um verdadeiro Cristão. 

segunda-feira, 8 de dezembro de 2014

8 de Dezembro - Dia da Imaculada Conceição



Nossa Senhora da Conceição
Mãe do Salvador da humanidade
Te oferecemos o nosso coração
Recebe-o como prova de humildade

Protege, guia e zela
O reino que a Ti foi confiado
Ameniza os caminhos mais sinuosos
E cobre com Teu manto o mais desamparado

Virgem Imaculada sem mancha
Teu dia é Festa Universal
Rainha de um povo que te venera
Te louvamos Padroeira de Portugal

Mãe de uma nação que Te pertence,
És a esperança de quem se sente fraquejar.
Senhora de um povo que sabe o que sente,
Quando na fé Tu nos fazes acreditar.

Rainha de olhar sereno,
Rosto pequeno
E manto protector.
Virgem Imaculada,
Padroeira Sagrada
A Tua nação te canta louvor.

Nossa Senhora da Conceição
Contigo caminhamos neste fado
Santa Mãe, Tu és a salvação
Obrigado por sermos o Teu legado.

terça-feira, 2 de dezembro de 2014

INGENUIDADE (POR TI)

(imagem retirada da internet)



Meus olhos vêm em ti
a continuação do meu ser
meu sonho não acaba aqui
nem minha vontade de viver.

Desarmas minhas barreiras por completo
sem esforço, nem receio
e ao sentir-me assim tão perto
fico rendida, solta sem, freio.

Provocas em mim dependência
e um estado de ingenuidade
sinto em mim tua essência
e este efeito de felicidade.

Deixo-me levar, ser guiada
é mais fácil lutar assim
sabendo que ao ser amada
tu vais tomar conta de mim.

sexta-feira, 21 de novembro de 2014

Encontro com o Destino

(imagem retirada da internet)


Ventos sopram sem sentido
Na noite que acaba de chegar
Folhas voam no passeio
Caídas da árvore do teu olhar.

Vou descendo pela rua
Sem rumo, nem ambição
Vou sentindo em cada passo
O bater do teu coração.

Ao subir pela avenida
Vejo-te ao longe a sorrir
Vou chegando ao meu destino
Vou sem medo, não quero partir.

sexta-feira, 31 de outubro de 2014

Seria tão simples

(imagem retirada da internet)

Seria tão simples
Seria tão bom
Pedir um desejo
Sempre que quisesse.
E quando saísse do tom
Parava um instante
E dizia para mim,
Que mesmo que não pudesse
Naquele momento
Voltar a entrar no ritmo,
Nem por fora, nem por dentro
Fechava os olhos
Para ver bem lá no fundo
Que o meu pedaço de mundo
Não vai cair aos molhos,
Só porque numa altura da vida
A estrada me deixou perdida
Sem caminho para seguir,
Porque o que importa
É falar à vida a sorrir
E nunca fechar a porta
Ao passado metediço,
Deixando o presente entrar ao serviço.

quinta-feira, 23 de outubro de 2014

Pai ♥

(Pai, se ainda estivesses aqui, hoje farias 69 anos. Um beijinho das filhas que te amam ♥)


Pode o dia tardar a nascer
Pode o sol não brilhar
Que nada vai interromper
O melhor que o Pai tem para dar.

Ter um Pai, é ter um abrigo
É ter sempre protecção
Um Pai é o melhor amigo
Para guardarmos no coração.


segunda-feira, 13 de outubro de 2014

Nossa Senhora de Fátima - 13 de Outubro

(imagem retirada da internet)

A Ti pedimos com fé e fervor
Que nos atendas nas aflições
A Ti pedimos com todo o amor
Que tragas paz para os nossos corações

Muito obrigado pelas noites calmas
E pelos dias que já lá vão
A Ti entregamos nossas almas
Que levam junto o nosso coração

Estás sempre disponível para ouvir
Não importa o dia nem a hora
Atendes sempre a quem Te pedir
A todos pelo mundo fora

Nossa Senhora de Fátima
Senhora de todos nós
És a Rainha do povo
És a alma da nossa voz.

sexta-feira, 3 de outubro de 2014

TERRA DOS "SEM AMOR"

(imagem retirada da internet)

Vivo na terra dos sem amor
Daqueles que não sabem porque sofre o coração
Pudera eu vir a sentir a dor
De quem perdeu uma grande paixão.

Aqui os caminhos são estreitos
Não há heróis, nem grandes feitos
Nem património a preservar
Aqui o amor nunca foi turista
Nem carteiro, nem taxista
E ninguém conjuga o verbo amar.

Nesta terra o silêncio é colossal
As ruas são vazias e perigosas
Os dias quando chegam ao final
Deixam-nos ficar as noites tenebrosas.

sexta-feira, 26 de setembro de 2014

FAMÍLIA


Família é cada sorriso
Cada lágrima, cada respirar
Família faz o que for preciso
Para que o dia não seja difícil de atravessar.

Família é o carinho
O conforto e a dedicação
Família torna muito, o pouquinho
Porque amar aprende-se em comunhão.

sexta-feira, 19 de setembro de 2014

NOSSO AMOR ESTÁ DEVOLUTO

(imagem retirada da internet)

O nosso amor está devoluto
Não há maneira de o restaurar
Deixaste a minha alma de luto
E o meu coração a deambular.

A fachada que ainda está de pé
Esconde o que por trás já cedeu
No início baseámo-nos na fé
E olha amor o que nos aconteceu.

A erva daninha tenta encobrir
O futuro que o nosso passado se tornou
É triste assim poder assistir
Ao fracasso que o nosso amor se intitulou.

Os transeuntes que passam apressados
Nem reparem, pois é mais um em decadência
Se soubessem como fomos roubados
De um amor que era nosso por excelência.

Talvez no próximo inverno
Já nem reste o degrau da entrada
Será que é assim o inferno
Começar com tudo e acabar sem nada?

segunda-feira, 15 de setembro de 2014

Nono - Leonor (Princesa côderosa) 2009-2014

Para conhecerem a história desta guerreira  Os-Aprendizes-da-Nono


Criaste um mundo cor-de-rosa
Do tamanho do teu puro coração
Foste a Princesa corajosa
Que inspirou toda uma nação.

Aceitaste e sorriste sem reclamar
Com a coragem de um gladiador
Aos aprendizes ensinaste a lutar
Usando a melhor arma, o amor.

Princesa de um reino de bravura
Que até ao fim combateu com dignidade
Quis Deus que partisses prematura
Para comandar outro reino na eternidade.

segunda-feira, 1 de setembro de 2014

A ESCALADA (repost)

(imagem retirada da internet)

Propus-me a escalar a minha vida,
Mochila às costas, decidida!
No começo, o medo quis-me acompanhar,
Mas não levo penduras p’ra nenhum lugar.
A primeira subida foi mais complicada,
Mas tomando-lhe o jeito, é melhor que a estrada.
O cansaço apareceu e fiz uma pequena paragem.
Precisava respirar fundo e ganhar mais coragem.
Continuei a subir e olhei em volta
Não fosse alguma pedra estar solta.
Eu lá ia subindo sem reclamar
Mesmo estando farta de tanto andar.
Mas eu é que quis me dar a este trabalho,
Afinal de contas, quero saber quanto valho!
Ouvi umas vozes, vindas do nada
A deitar-me a baixo, a darem-me por derrotada.
Foi então que reconheci essa gentalha,
Almas vazias, que se inundam em tralha.
E ainda com mais vontade e determinação
Segui pelo caminho onde me leva o coração.
A certa altura questionei o meu itinerário...
Se não estaria a ver o mapa ao contrário?
É que não havia meio de ver a chegada,
E já ia tão longe a minha escalada!
De repente, do céu que me cobria,
Alguém me falou e assim dizia:
“Não queiras percorrer de debandada
Uma vida que ainda não está acabada.
Descansa, aproveita e dá valor
Ao que até agora te dei com tanto amor.”
Poisei a mochila e fiquei assim,
Em agradecimento de quem vive para mim.
A escalada não ficou completa,
Porque, na verdade, não havia meta.

sábado, 26 de julho de 2014

Dia dos Avós - 26.07.2014

(imagem retirada da internet)

Avós são a ternura,
São os sorrisos a toda a hora
Avós são o refúgio dos netos
Porque é com eles que o amor mora.

Avós são o carinho,
São o mimo e a dedicação
Os Avós sabem sempre o caminho
Para guiar os netos com o coração.

Chegaram ao inverno da vida
Onde o Sol tem um calor diferente
Com vocês saboreamos melhor os dias
Os Avós são o nosso melhor presente.

O tempo traz sabedoria
Deixando para trás as dificuldades
As vossas rugas também nasceram da alegria

Como o arco-íris nasce das tempestades.

terça-feira, 22 de julho de 2014

Amor (o mais belo dos sentimentos) - REPOST


(moldura decorada por nós para prenda de casamento - nosso blog de artesanato Deemak Twins)

Amor
É quando te chamo sem sequer falar
E quando te sinto sem sequer te tocar

Amor,
É quando à noite ao olhar o céu
Oiço teus passos e sei que és meu

Amor,
É quando nossas mãos se tocam lentamente
E sei que teu coração vai estar sempre presente

Amor,
É quando te vejo me sinto renascer
Por saber que sem ti não poderia viver.

Amor,
É quando à noite os olhos eu fecho
Ver-te a meu lado sempre protector
E ao acordar sentir o teu beijo
E a tua voz a dizer “Bom dia Amor”.

Amor,
É quando o teu caminho se junta ao meu
Na encruzilhada do nosso sentimento
E juntos seguem a olhar o céu
Sabendo que o mais lindo é cada momento.

segunda-feira, 7 de julho de 2014

IMPOSSÍVEL

(imegam retirada da internet)

É impossível sentir
Que sem te ter apelo à loucura
E mais impossível saber
Que me entrego a esta tortura.

É impossível viver dependente
Dos teus gestos, do teu respirar
Estou confusa, estou descrente
Do meu método de a vida levar.

Fizeste em mim o possível
Para me levar a acreditar
Que sou capaz do impossível
Que é esta enorme força de te amar.

quinta-feira, 12 de junho de 2014

O Malmequer (poesia infantil)

(imagem retirada da internet)

Fui numa tarde ao jardim
Da casa da avozinha
E sem querer dei por mim
A conversar tão sozinha

Por mais estranho que pareça
Alguém me respondia
Foi só juntar peça a peça
E num minuto eu já sabia

Era a flor mais pequena
Que estava junto a meus pés
Reguila me estava a dizer
“Sou eu o Malmequer”!

E foi nessa tarde de sol
Que fiz mais uma amiguinha
E sempre que volto ao jardim
Já não converso sozinha.

domingo, 1 de junho de 2014

Dia Mundial da Criança


Ser criança é ser sorriso
é dar gargalhadas, ter pouco siso.
Ser criança é não deixar de sonhar
viver o momento e sempre acreditar.
Ser criança é saber cair
magoar os joelhos, mas sempre a sorrir.
Ser criança é jogar ao berlinde
marcar mais pontos, antes que o jogo finde.
Ser criança é brincar ao herói e ao bandido
não importa quem ganha, não é tempo perdido.
Ser criança é cantar uma canção,
é andar de bicicleta, por vezes em contra-mão,
Ser criança é um arco-íris pintar
misturando as cores, inventar!
Ser criança é ser o Sol,
ser feliz, ter esperança
por isso dai-nos um sonho
e deixai-nos ser criança!

segunda-feira, 26 de maio de 2014

Maio, mês de Maria

(imagem retirada da internet)

Mãe, amiga, auxiliadora,
És porto de abrigo, Nossa Senhora.
Que o Teu manto sempre consiga cobrir,
Quem pela tristeza resolveu desistir.
Por Ti movemos multidões,
A Ti oferecemos os nossos corações.
Sabes que a Ti sempre iremos recorrer,
Quando na escuridão não conseguirmos ver.
Obrigada por teres sempre o Teu olhar
Na direcção dos nossos olhos que teimam em chorar.
Te agradecemos pelas noites de vigia,
Onde foste o amparo para quem sofria.
Nossa Senhora rogai por nós,
Te aclamamos numa só voz.
Obrigada por sempre nos estenderes a mão
E nos levares contigo na melhor direcção.

Autoria: Isabel Mendes (Isamar)

quinta-feira, 22 de maio de 2014

22 Maio - Dia de Santa Rita de Cássia

(imagem retirada da internet)

“Advogada das coisas impossíveis”
Assim Te chamam pois devem saber
Que és a nossa fé, a nossa luz no escuro
Talvez a nossa força para viver.

Com Teu olhar sereno
Nos atendes nas horas de aflição
Nos momentos de dor e de angústia
Trazendo paz para o nosso coração.

Levas em Teus braços
Junto a rosas de amor
O filho de Deus na cruz
Que por nós sofreu com tanta dor.

Espero que nunca nos deixes de atender
Nos momentos em que a fé nos quer faltar
Olha por nós com carinho
Pois para sempre Te vamos amar.


Autoria: Isabel Mendes (Isamar)

terça-feira, 20 de maio de 2014

Maio, mês de Maria

(imagem retirada da internet)

Com o coração posto em Ti
E os olhos postos no Céu
Te agradeço Nossa Senhora
Por cuidares de tudo o que é meu

Com as mãos junto ao peito
E com a alma na voz
Te agradeço Nossa Senhora
Por nunca nos deixares sós

Te agradeço Nossa Senhora
Por todas as noites que chegam ao fim
Porque no primeiro raio de Sol
Já sei que Estás a cuidar de mim

Obrigado pela paciência
E por me guiares no caminho
Perdoa pelas vezes que Te chamo
Mas o fardo não fica leve sozinho

Minha Nossa Senhora, minha Mãe
Senhora daqueles que andam à deriva
Peço-Te que sempre tenhas uma mão
Para estender a quem se vê sem saída.

Autoria: Isabel Mendes (Isamar)

segunda-feira, 12 de maio de 2014

13 de Maio - Nossa Senhora de Fátima ( 1ª Aparição)


A Ti pedimos com fé e fervor
Que nos atendas nas aflições
A Ti pedimos com todo o amor
Que tragas paz para os nossos corações


Muito obrigado pelas noites calmas
E pelos dias que já lá vão
A Ti entregamos nossas almas
Que levam junto o nosso coração

Estás sempre disponível para ouvir
Não importa o dia nem a hora
Atendes sempre a quem Te pedir
A todos pelo mundo fora

Nossa Senhora de Fátima
Senhora de todos nós
És a Rainha do povo
És a alma da nossa voz.

Autoria: Isabel Mendes (Isamar)

segunda-feira, 5 de maio de 2014

Maio, mês de Maria



Abençoado seja o Teu nome
Maria, Mãe de Cristo
Tuas graças nos saciam a fome
És cristalina como a pedra de xisto.

Eterna Mãe do Filho de Deus
Protectora dos que te foram confiados
Maria, nossos louvores são Teus
És a missão dos que foram baptizados.

Maria, és a mais bela flor
És a Santa Imaculada
Maria, somos fruto do teu amor

Rainha de uma nação a Ti dedicada.

Autoria: Isabel Mendes (Isamar)

sábado, 3 de maio de 2014

DIA DA MÃE


Um beijinho para todas as Mães, mas em especial para a nossa MÃE Rosa!!!!!

Carrega uma vida no ventre
Abdica de tudo o que tem
Tristeza admite que não sente
Quem a conhece, chama-a de Mãe

O dia nunca termina
Para a defensora do bem
Combater o mal é a sua sina
Na guerra usa o apelido de Mãe

Segura no colo com todo o carinho
O pequeno rebento que há-de ser alguém
Ajuda a traçar o caminho
Porque o melhor guia dá pelo nome de Mãe

Atravessa qualquer estrada
Em busca do filho que não tem ninguém
A luta trava-a desarmada

Porque sofrer é a vida de Mãe.


Com um sorriso rasgado
E uma lágrima a cair
Mãe é este ser delicado
Que não tem um só jeito de sentir

Com os braços sempre à espera
Do primeiro desgosto do seu rebento
Mãe é o único porto de abrigo
Para o seu filho que está em tormento

Com uma mão sempre em alerta
Para guiar no meio da escuridão
Mãe é quem abdica do filho
Para no seu lugar sofrer a desilusão

Mãe não se descreve em palavras
Por mais belas que sejam de escrever
Mãe são os gestos e os silêncios
Que se traduzem no amor que tem para oferecer.


Mãe não pede, não exige, não reclama
Mãe só vive para aqueles que mais ama
Mãe não quer saber se o sol não vai brilhar
Mãe só descansa quando o seu filho pára de chorar
Mãe é quem dá sem pedir em troca
Mãe é quem se for preciso tira da sua boca
Mãe é aquela que nos enxuga as lágrimas quando teimam em cair
para o nosso rosto voltar a ver sorrir.


AUTORIA: Isabel Mendes (Isamar)

quarta-feira, 16 de abril de 2014

FELIZ PÁSCOA

(imagem retirada da internet)

Cristo Ressuscitou
Hoje é a Festa das Festas
Da humilhação triunfou
E revelou as Suas Páscoas diversas.

Hoje começa uma nova criação
Surgindo o “Homem Novo”
A vida nova anima o Cristão
Pelo nascimento do novo Povo.

As misérias e os sofrimentos da humanidade
Não conseguem combater o destino maravilhoso
Cristo Ressuscitou, é uma realidade
Cristo Ressuscitou, é nosso Deus Glorioso.


(Desejamos a todos que visitam o nosso cantinho, uma Santa Páscoa.)

Autoria: Isabel Mendes (Isamar)

sexta-feira, 11 de abril de 2014

A FOTOGRAFIA DAS MEMÓRIAS

(imagem retirada da internet)

Fui buscar o álbum das memórias
e encontrei aquela fotografia esquecida,
pensei que estava perdida.
Foram tantas as histórias
que me vieram à lembrança,
de amores, batalhas e esperança.
Nem sei como me segurei
ao pegar a fotografia na mão,
batia tão descompassado o coração
que tive medo e depressa a larguei.

Nela estavas a meu lado,
sentados num banco de jardim.
Ainda te lembras de olhares para mim
e me dizeres: “Como é bom estar apaixonado!”

O senhor que nos tirou a fotografia,
deixou-nos gravada aquela alegria
e sem saber o quão importante era aquele presente
apenas sorriu e seguiu no batente.

Pena que já não a possas ver,
nem sequer tentar perceber,
porque não cumpriste o prometido
foi tão mais fácil teres mentido.
Mas não tenhas pena de mim
eu não vivo de um passado ferido
apesar de agora me sentir assim
sei que naquela fotografia tu por mim terias morrido!

Voltei a guardar a fotografia
No lugar onde ela deve pertencer
Fechada no álbum das memórias
Para ser vista quando a saudade bater.

Autoria: Isabel Mendes


quarta-feira, 2 de abril de 2014

NÃO QUERO

(imagem retirada da internet)

Não quero desistir da vida
Se ela não desistir de mim
Ando às voltas, sinto-me perdida
Mas lá no fundo eu sou mesmo assim

Não quero me iludir em vão
Sem ter certezas de um amor sincero
E p’ra não magoar meu coração
Digo sem medo “meu amor não quero”

Penso que amanhã não vou acordar
Para me ver ao espelho mais uma vez
Não quero minha vida assim levar
Olhando um rosto triste que alguém fez.

Autoria: Isabel Mendes

sexta-feira, 21 de março de 2014

21 de Março - Dia Mundial da Poesia

(imagem retirada da internet)

Ser poeta é ser actor
sem filme onde representar
ser poeta é sofrer de amor
quando nem sequer se sabe amar

Ser poeta é ser mentiroso
porque nas mentiras pode haver verdade
ser poeta é compartilhar a vida
e mesmo assim morrer de saudade

Ser poeta é não saber falar
porque a escrever o mundo é maior
ser poeta é alimentar os dias a pensar
porque assim as palavras saem melhor

Ser poeta é estar doente
sem dor nem mal se sentir
ser poeta é ser confidente
dos fantasmas que nos insistem em perseguir

Ser poeta é lutar desarmado
numa guerra que nos invade a cabeça
ser poeta é viver isolado
sem a ilusão de que alguém apareça.

Autoria: Isabel Mendes (Isamar)

quarta-feira, 19 de março de 2014

Dia do Pai


Partiste muito cedo
O nosso coração não estava preparado
Os dias ainda se passam com medo
E o vazio insiste em não ser fechado.

Foste sempre corajoso e destemido
As dificuldades nunca te fizeram confusão
Soubeste sempre fugir do perigo
E aprender todas as vezes uma lição.

Davas o melhor sem contrapartida
Muitas vezes ficando a perder
Mas o teu coração não tinha medida
Porque ajudar os outros era o teu modo de viver.

O teu sorriso fácil e genuíno
E o teu amor em ajudar
Acompanharam-te desde menino
E foram o melhor que nos podias deixar.

Foste um Pai carinhoso
De mimos e lambarices
Serás sempre o nosso Pai Maravilhoso
Será como se sempre existisses.

Autoria: Isabel Mendes

quinta-feira, 16 de janeiro de 2014

Crianças


(imagem retirada da internet)

Um sorriso rasgado
E os olhos sempre a brilhar
Ser Criança é aceitar de bom grado
Os doces que a vida nos dá para saborear.

Um futuro pela frente
De sonhos, desejos e conquistas
A coragem é de quem é valente
A meta é de quem decifrar as pistas.

Vimos Mimar um pouquinho
Porque partilhar é um bem maior
Que o vosso coração fique cheiinho
Porque para nós vocês são o Melhor!

Autoria: Isabel Mendes

sexta-feira, 3 de janeiro de 2014

DIA DE INVERNO


(imagem retirada da internet)

A neve veio vestir a manhã
Branca, pura e sã.
O frio quis acompanhar-nos todo o dia
Sempre à nossa frente como um guia.
O Sol fez-se convidado para almoçar
E trouxe o calor para nos alegrar.
A tarde chegou e o frio sempre presente
O Sol abalou e deixou de estar quente.
De regresso a casa, a noite apareceu
Juntou-se ao frio que nem se mexeu.
A lareira juntou-se a nós ao anoitecer
Com a promessa de aquecer.
O frio ao sentir-se a incomodar
Acabou por partir, prometendo voltar.

Autoria: Isabel Mendes