AVISO

É expressamente proibida a cópia ou reprodução em parte ou na totalidade do conteúdo deste blog, sem prévia autorização, estando reservados os direitos de Autor.

Para utilização de qualquer poema, é favor contactar a Sociedade Portuguesa de Autores..pt.

A Autora,

Isabel Mendes (Isamar)

segunda-feira, 26 de janeiro de 2009

AMOR...

(imagem retirada de Photobucket.com)


Aparece sem aviso prévio


Mentor das mais vãs loucuras


Onda que prende e arrasta


Remédio sem ditaduras

quarta-feira, 14 de janeiro de 2009

ABC DO TRABALHO

(imagem retirada de www.emanaus.com.br)

Aparece sem ser convidado
Bebe e paga fiado
Cria leis para serem cumpridas
Dia-a-dia só nos deixa feridas
Esquece que no final do mês
Ficou em nos pagar tudo de uma vez
Grita se não ficar bem feito
Haja paciência p’ra tanto defeito
Ignora a hora da saída
Julga que não temos outra vida
Liga-se a nós diariamente
Mês a mês, sempre presente
Não é doença, virtude nem mania
Ouve, cala, mas não é quem se fia
Põe-se em primeiro lugar
Querendo consigo nos levar
Ri do nosso cansaço
Sem o mínimo de embaraço
Traz sempre consigo
Uma placa de perigo
Vira-me as costas sem avisar
Zás! Nem dás por ele a passar!!!!”

terça-feira, 13 de janeiro de 2009

INVERNO

(imagem retirada de PHOTOBUCKET)

Frio, neve, lareira,
Chuva, vento, braseira,
Palavras soltas p’ra definir
A estação que nos anda a seguir
Cobertor, neve, agasalho,
Serão passado ao borralho
Noites frias, pés gelados
Dias curtos, adiantados
Um chá bem quente ao anoitecer
Dois dedos de conversa antes de adormecer
Manhãs difíceis de engolir,
Tal não é o frio que nos querem impingir
Cachecol ao pescoço, olhar derribado
Mão metidas nos bolsos, andar apressado
Tudo vale no jogo de aquecer
Não há bom nem mau perder
Este Inverno que teima em se impor
Com certeza que raptou o calor!
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...