AVISO

É expressamente proibida a cópia ou reprodução em parte ou na totalidade do conteúdo deste blog, sem prévia autorização, estando reservados os direitos de Autor.

Para utilização de qualquer poema, é favor contactar a Sociedade Portuguesa de Autores, através do email: atendimento@spautores.ptatendimento@spautores.pt.

A Autora,

Isabel Mendes (Isamar)

terça-feira, 13 de janeiro de 2009

INVERNO

(imagem retirada de PHOTOBUCKET)

Frio, neve, lareira,
Chuva, vento, braseira,
Palavras soltas p’ra definir
A estação que nos anda a seguir
Cobertor, neve, agasalho,
Serão passado ao borralho
Noites frias, pés gelados
Dias curtos, adiantados
Um chá bem quente ao anoitecer
Dois dedos de conversa antes de adormecer
Manhãs difíceis de engolir,
Tal não é o frio que nos querem impingir
Cachecol ao pescoço, olhar derribado
Mão metidas nos bolsos, andar apressado
Tudo vale no jogo de aquecer
Não há bom nem mau perder
Este Inverno que teima em se impor
Com certeza que raptou o calor!

Sem comentários:

Enviar um comentário