AVISO

É expressamente proibida a cópia ou reprodução em parte ou na totalidade do conteúdo deste blog, sem prévia autorização, estando reservados os direitos de Autor.

Para utilização de qualquer poema, é favor contactar a Sociedade Portuguesa de Autores, através do email: atendimento@spautores.ptatendimento@spautores.pt.

A Autora,

Isabel Mendes (Isamar)

quarta-feira, 19 de março de 2014

Dia do Pai


Partiste muito cedo
O nosso coração não estava preparado
Os dias ainda se passam com medo
E o vazio insiste em não ser fechado.

Foste sempre corajoso e destemido
As dificuldades nunca te fizeram confusão
Soubeste sempre fugir do perigo
E aprender todas as vezes uma lição.

Davas o melhor sem contrapartida
Muitas vezes ficando a perder
Mas o teu coração não tinha medida
Porque ajudar os outros era o teu modo de viver.

O teu sorriso fácil e genuíno
E o teu amor em ajudar
Acompanharam-te desde menino
E foram o melhor que nos podias deixar.

Foste um Pai carinhoso
De mimos e lambarices
Serás sempre o nosso Pai Maravilhoso
Será como se sempre existisses.

Autoria: Isabel Mendes

Sem comentários:

Enviar um comentário