AVISO

É expressamente proibida a cópia ou reprodução em parte ou na totalidade do conteúdo deste blog, sem prévia autorização, estando reservados os direitos de Autor.

Para utilização de qualquer poema, é favor contactar a Sociedade Portuguesa de Autores, através do email: atendimento@spautores.ptatendimento@spautores.pt.

A Autora,

Isabel Mendes (Isamar)

sexta-feira, 19 de setembro de 2014

NOSSO AMOR ESTÁ DEVOLUTO

(imagem retirada da internet)

O nosso amor está devoluto
Não há maneira de o restaurar
Deixaste a minha alma de luto
E o meu coração a deambular.

A fachada que ainda está de pé
Esconde o que por trás já cedeu
No início baseámo-nos na fé
E olha amor o que nos aconteceu.

A erva daninha tenta encobrir
O futuro que o nosso passado se tornou
É triste assim poder assistir
Ao fracasso que o nosso amor se intitulou.

Os transeuntes que passam apressados
Nem reparem, pois é mais um em decadência
Se soubessem como fomos roubados
De um amor que era nosso por excelência.

Talvez no próximo inverno
Já nem reste o degrau da entrada
Será que é assim o inferno
Começar com tudo e acabar sem nada?

Sem comentários:

Enviar um comentário