AVISO

É expressamente proibida a cópia ou reprodução em parte ou na totalidade do conteúdo deste blog, sem prévia autorização, estando reservados os direitos de Autor.

Para utilização de qualquer poema, é favor contactar a Sociedade Portuguesa de Autores, através do email: atendimento@spautores.ptatendimento@spautores.pt.

A Autora,

Isabel Mendes (Isamar)

sábado, 3 de maio de 2014

DIA DA MÃE


Um beijinho para todas as Mães, mas em especial para a nossa MÃE Rosa!!!!!

Carrega uma vida no ventre
Abdica de tudo o que tem
Tristeza admite que não sente
Quem a conhece, chama-a de Mãe

O dia nunca termina
Para a defensora do bem
Combater o mal é a sua sina
Na guerra usa o apelido de Mãe

Segura no colo com todo o carinho
O pequeno rebento que há-de ser alguém
Ajuda a traçar o caminho
Porque o melhor guia dá pelo nome de Mãe

Atravessa qualquer estrada
Em busca do filho que não tem ninguém
A luta trava-a desarmada

Porque sofrer é a vida de Mãe.


Com um sorriso rasgado
E uma lágrima a cair
Mãe é este ser delicado
Que não tem um só jeito de sentir

Com os braços sempre à espera
Do primeiro desgosto do seu rebento
Mãe é o único porto de abrigo
Para o seu filho que está em tormento

Com uma mão sempre em alerta
Para guiar no meio da escuridão
Mãe é quem abdica do filho
Para no seu lugar sofrer a desilusão

Mãe não se descreve em palavras
Por mais belas que sejam de escrever
Mãe são os gestos e os silêncios
Que se traduzem no amor que tem para oferecer.


Mãe não pede, não exige, não reclama
Mãe só vive para aqueles que mais ama
Mãe não quer saber se o sol não vai brilhar
Mãe só descansa quando o seu filho pára de chorar
Mãe é quem dá sem pedir em troca
Mãe é quem se for preciso tira da sua boca
Mãe é aquela que nos enxuga as lágrimas quando teimam em cair
para o nosso rosto voltar a ver sorrir.


AUTORIA: Isabel Mendes (Isamar)

Sem comentários:

Enviar um comentário