AVISO

É expressamente proibida a cópia ou reprodução em parte ou na totalidade do conteúdo deste blog, sem prévia autorização, estando reservados os direitos de Autor.

Para utilização de qualquer poema, é favor contactar a Sociedade Portuguesa de Autores..pt.

A Autora,

Isabel Mendes (Isamar)

sexta-feira, 7 de julho de 2017

Ó Mundo

Imagem: internet

Ó mundo, mundo
Vais cada vez pior
Já bateste no fundo
E continuas a achar-te o melhor

Ó mundo, mundo
Onde vais com tanta pressa
Por favor para um segundo
Não vais cumprir nenhuma promessa

Ó mundo, mundo
Porque cultivas a maldade?
Vais acabar um vagabundo
Rodeado de crueldade

Ó mundo, mundo
A morte fez-se tua aliada
O teu aspecto é imundo
De ti já não se espera mais nada.

2 comentários:

  1. É tão interessante que apetece perguntar, se fosse o caso, onde se pode "comprar" tão bela veia poética! E tão real!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Muito obrigada Sr. José pelas suas palavras.
      Beijinhos

      Eliminar