AVISO

É expressamente proibida a cópia ou reprodução em parte ou na totalidade do conteúdo deste blog, sem prévia autorização, estando reservados os direitos de Autor.

Para utilização de qualquer poema, é favor contactar a Sociedade Portuguesa de Autores..pt.

A Autora,

Isabel Mendes (Isamar)

terça-feira, 23 de junho de 2009

FALANDO A MEU AMOR

(imagem retirada de florselvagem.blogger)

Amor olha-me nos olhos
E diz-me com sinceridade
Se foi traçado o nosso destino
Ou se forçámos a realidade

Amor quando me tocas
Tocas minha alma e meu coração
Aceito se um dia decidires
Seguir teu rumo noutra direcção

Se te concedessem três desejos
Amor diz-me o que escolhias?
Espera, não digas tudo
Diz apenas que me incluías!

Admiro Amor tua paciência
Com os meus delírios banais
E confesso que a maior parte deles
São do mimo que me dás a mais

Amor se eu errar na estrada
E sentir que estou à deriva
Vou recorrer ao teu instinto
Porque a meta não é definitiva

Há dias em que o meu sol
Não te ilumina o suficiente
Mas Amor nunca te esqueças
Que a chuva também pode ser quente

Assumimos lado a lado
Um trajecto de ternura
Amor, promete que se acabar
Não injuriamos a nossa aventura

Falar contigo Amor
Provoca-me um estado de lucidez
Hoje, amanhã, eternamente
Amo-te como da primeira vez!

1 comentário:

  1. Lindo, lindo, lindo...
    Mais uma vez está aqui demonstrado o teu talento. Beijinhos. Sandra

    ResponderEliminar