AVISO

É expressamente proibida a cópia ou reprodução em parte ou na totalidade do conteúdo deste blog, sem prévia autorização, estando reservados os direitos de Autor.

Para utilização de qualquer poema, é favor contactar a Sociedade Portuguesa de Autores..pt.

A Autora,

Isabel Mendes (Isamar)

sexta-feira, 8 de novembro de 2013

PERDOA SENHOR

(imagem retirada da internet)

Perdoa Senhor a ingratidão
O queixume sem razão
Por não agradecer tudo o que me dás
Perdoa os meus dias mais cinzentos
Por não Te bendizer em todos os momentos
Uma vez que foi Contigo que encontrei a Paz.

Perdoa Senhor quando dou por garantido
O valor da família, da saúde, do meu respirar
Perdoa Senhor minha ociosidade sem sentido
Perdoa-me para me poder perdoar.

Perdoa Senhor quando não sei sorrir
Perante a Tua enorme benevolência
Obrigado Senhor por me poderes ouvir
Obrigado por me criares da Tua descendência.

Autoria: Isabel Maria Tavares Mendes

2 comentários:

  1. Bom dia, levei para aqui:

    http://mimosamigasblogs.blogspot.pt/

    Se houver inconveniência diga.

    Boas festas!

    Agradecida, sou
    Alda

    ResponderEliminar
  2. Olá Alda,

    Obrigada pela visita e pela partilha.
    Não há inconveniente.
    Retribuo os votos de Boas Festas!

    Isabel

    ResponderEliminar