AVISO

É expressamente proibida a cópia ou reprodução em parte ou na totalidade do conteúdo deste blog, sem prévia autorização, estando reservados os direitos de Autor.

Para utilização de qualquer poema, é favor contactar a Sociedade Portuguesa de Autores, através do email: atendimento@spautores.ptatendimento@spautores.pt.

A Autora,

Isabel Mendes (Isamar)

quinta-feira, 17 de junho de 2010

NÃO ME CONHECES

Chamas-me de amor
Como se me conhecesses a vida inteira
Não queiras fazer de meu mentor
Porque sozinha sou mais verdadeira.

Deixas-me pensar que sou quem comanda
Um amor que deve em conjunto ser levado
Na tua inocência do desconhecido
O meu coração sentiu-se forjado.

Falas-me de um futuro que não conheço
Onde nós somos os protagonistas
Mas eu não aceitei pagar o preço
De compras tão futuristas.

Olhas-me nos olhos com carinho
E dizes que já me conheces, já me sabes ler
E eu digo-te baixinho ao ouvido
Que ainda só conheces o que eu te deixei conhecer.

Sem comentários:

Enviar um comentário