AVISO

É expressamente proibida a cópia ou reprodução em parte ou na totalidade do conteúdo deste blog, sem prévia autorização, estando reservados os direitos de Autor.

Para utilização de qualquer poema, é favor contactar a Sociedade Portuguesa de Autores..pt.

A Autora,

Isabel Mendes (Isamar)

terça-feira, 22 de março de 2011

NO ALTO DA COLINA


No alto da colina
Quase a tocar o céu
Senti-me como uma menina
Que pensa que o mundo todo é seu.

O vento que me tocava o rosto
Murmurava palavras sem sentido
Acredito e até aposto
Que eram lamúrias de um coração perdido.

Sentei-me a olhar o infinito
Desejando ficar assim o resto da vida
Sentir a terra debaixo dos pés
Sem ter agendada nenhuma partida.

As flores silvestres que me rodeavam
E me faziam sentir que ali era o meu lugar
Se eu quisesse até falavam
Para eu ter alguém com quem conversar.

E lá no alto da minha esperança
Como quem espera o entardecer
Adormeci como uma criança
Que cansada se deixa vencer.

Sem comentários:

Enviar um comentário