AVISO

É expressamente proibida a cópia ou reprodução em parte ou na totalidade do conteúdo deste blog, sem prévia autorização, estando reservados os direitos de Autor.

Para utilização de qualquer poema, é favor contactar a Sociedade Portuguesa de Autores..pt.

A Autora,

Isabel Mendes (Isamar)

sexta-feira, 8 de março de 2013

DIA INTERNACIONAL DA MULHER

(imagem retirada da internet)

Mulher
É aquela que ao pegar o filho nos braços
Lhe sente os medos, os sonhos, os desabafos
Mulher
É aquela que enfrenta qualquer batalha
Sem questionar esforços, por pouco que valha
Mulher
É aquela que dá sem nada pedir
Por dentro a chorar, por fora a sorrir
Mulher
É aquela que ama sem qualquer barreira
E sem reclamar se dá por inteira
Mulher
É aquela que nos segura na mão
Quando é preciso guiar o nosso coração
Mulher
É luz, é brisa é saudade
Mulher
É silêncio, maresia é felicidade
Mulher
É tão-somente um ser divinal
Que tudo onde toca torna especial



Sábia no jeito de amar
Mentora para quem não souber
Há quem a chame de amiga
Mas todos a conhecem por Mulher

Atravessa qualquer barreira por aqueles que ama
Dá a cara para o que der e vier
Há quem a chame de amor
Mas todos a conhecem por Mulher

Lar, abrigo, protecção
Esteja o seu filho onde estiver
Há quem a chame de mãe
Mas todos a conhecem por Mulher

Oferece um sorriso rasgado
A quem de bom grado o quiser
Dão-lhe o nome de simpatia
De sobrenome Mulher

Com o cabelo sobre o rosto
Reluzente como a prata do talher
A beleza encontrou assim a sua forma
Num corpo tão belo, como o teu Mulher!

Autoria: Isabel Maria Mendes (ISAMAR)

1 comentário: