AVISO

É expressamente proibida a cópia ou reprodução em parte ou na totalidade do conteúdo deste blog, sem prévia autorização, estando reservados os direitos de Autor.

Para utilização de qualquer poema, é favor contactar a Sociedade Portuguesa de Autores..pt.

A Autora,

Isabel Mendes (Isamar)

quarta-feira, 6 de março de 2013

MENDIGA DE PALAVRAS




Sou mendiga de palavras,
De frases, de pensamentos
Vivo para cada texto
Nos bons e nos maus momentos

Todos os dias sou pedinte
Da fala e da cantiga
Alimento-me letra a letra
Porque das palavras sou mendiga

Respiro cada sílaba,
Cada vogal, cada consoante
Porque este ar que consumo
Guardo-o no cimo da estante

Não peço ao virar da esquina
Como um mendigo qualquer
Peço apenas a cada livro
Que me ensine o que quiser

Em pleno estado de sanidade
Assumo o estatuto de mendiga
Hoje, amanhã e no futuro
Há-de ser sempre o meu modo de vida.

Autoria: Isabel Maria T.Mendes (ISAMAR)

Sem comentários:

Enviar um comentário