AVISO

É expressamente proibida a cópia ou reprodução em parte ou na totalidade do conteúdo deste blog, sem prévia autorização, estando reservados os direitos de Autor.

Para utilização de qualquer poema, é favor contactar a Sociedade Portuguesa de Autores, através do email: atendimento@spautores.ptatendimento@spautores.pt.

A Autora,

Isabel Mendes (Isamar)

segunda-feira, 19 de junho de 2017

Fomos Passear

Imagem: internet

Hoje é o dia do nosso passeio
Vesti a camisola de gola alta
É pena o dia estar um pouco feio
E o sol faz-me tanta falta

Combinámos no apeadeiro
Meia hora antes de embarcar
Já sei que vou chegar primeiro
Os meus nervos não me deixam atrasar

Vou levar guarda-chuva e gabardine
Nada pode estragar o meu vestido
Até parece que vamos de limousine
Mas o nosso amor tem de ser contido

Quando te vi chegar a correr
Usando as tuas sapatilhas encarnadas
O meu coração quase parou de bater
É bom quando as alegrias são partilhadas

O comboio partiu na hora certa
E fomos todo o percurso a cochichar
Entrava a brisa pela janela aberta
E o sol acabou por espreitar.


2 comentários:

  1. Muito engraçado! Romantismo qb. Na minha opinião brincalhona, parece que falta uma coisa: qual o destino do romântico passeio de comboio, onde até entrava a brisa pela janela. E qual o apeadeiro? Desculpe, já é querer saber de mais.

    ResponderEliminar