AVISO

É expressamente proibida a cópia ou reprodução em parte ou na totalidade do conteúdo deste blog, sem prévia autorização, estando reservados os direitos de Autor.

Para utilização de qualquer poema, é favor contactar a Sociedade Portuguesa de Autores..pt.

A Autora,

Isabel Mendes (Isamar)

sexta-feira, 8 de janeiro de 2010



Confesso que não acredito
Nas confissões que hoje ouvi
Confesso que quando me confesso
Nem sempre me confesso só a ti


Confesso que os sorrisos que hoje dou
Não confessam o melhor de mim
Confesso que nem me sei confessar
Quanto mais fingir que me confesso assim


Confesso que não faço confissões
Nem aceito que me queiram julgar
Pois confesso que melhor que eu não há
Para me saber ouvir e confessar

Sem comentários:

Enviar um comentário