AVISO

É expressamente proibida a cópia ou reprodução em parte ou na totalidade do conteúdo deste blog, sem prévia autorização, estando reservados os direitos de Autor.

Para utilização de qualquer poema, é favor contactar a Sociedade Portuguesa de Autores, através do email: atendimento@spautores.ptatendimento@spautores.pt.

A Autora,

Isabel Mendes (Isamar)

domingo, 13 de fevereiro de 2011

"Gostava, amor..."

(imagem retirada de kboing.com.br)

Gostava que viesses, amor
ao entardecer à minha janela
que me dissesses palavras com sabor
e me achasses de todas a mais bela.


Gostava que segurasses a minha mão
como quem respira para sobreviver
sabes, amor, que só assim meu coração
conseguiria calmamente adormecer.


Gostava que os teus lábios nos meus tocassem
e nos perdessemos num sonho enamorado
sabes que se os meus olhos falassem
só falariam de ti em todo o lado.


Gostava, amor, que tivesses conhecimento
do amor que habita no meu peito
és tu quem preenche cada momento
desde que acordo, até quando me deito.

1 comentário:

  1. Que coisa mais linda Isamar!
    Cheia de lirismo e encanto.
    Uma verdadeira ode ao amor,
    Li e reli várias vezes, como que prova de um vinho raro, especial.
    Parabéns! e escreva sempre!
    Beijos

    ResponderEliminar