AVISO

É expressamente proibida a cópia ou reprodução em parte ou na totalidade do conteúdo deste blog, sem prévia autorização, estando reservados os direitos de Autor.

Para utilização de qualquer poema, é favor contactar a Sociedade Portuguesa de Autores..pt.

A Autora,

Isabel Mendes (Isamar)

segunda-feira, 11 de junho de 2012

O Malmequer (poesia infantil)

(imagem retirada da internet)

Fui numa tarde ao jardim
Da casa da avozinha
E sem querer dei por mim
A conversar tão sozinha

Por mais estranho que pareça
Alguém me respondia
Foi só juntar peça a peça
E num minuto eu já sabia

Era a flor mais pequena
Que estava junto a meus pés
Reguila me estava a dizer
“Sou eu o Malmequer”!

E foi nessa tarde de sol
Que fiz mais uma amiguinha
E sempre que volto ao jardim
Já não converso sozinha.

Sem comentários:

Enviar um comentário