AVISO

É expressamente proibida a cópia ou reprodução em parte ou na totalidade do conteúdo deste blog, sem prévia autorização, estando reservados os direitos de Autor.

Para utilização de qualquer poema, é favor contactar a Sociedade Portuguesa de Autores..pt.

A Autora,

Isabel Mendes (Isamar)

sábado, 28 de março de 2015

CHUVA MIUDINHA

(imagem retirada da internet)

Acordei de mansinho
Com o barulhinho
Que fazia lá fora
Ela chegou delicada
Mas muito molhada
E sempre em cima da hora

Chuva miudinha
Sem nenhuma ladainha
Nem se trave a fazer alarido
Leve que nem pó
Molha sem ter dó
E não se rege por nenhum partido

Ao início da tarde parou
Deu por encerrado o expediente
Disse que “por hoje já chegou”

Que voltaria quando achasse pertinente.

Sem comentários:

Enviar um comentário