AVISO

É expressamente proibida a cópia ou reprodução em parte ou na totalidade do conteúdo deste blog, sem prévia autorização, estando reservados os direitos de Autor.

Para utilização de qualquer poema, é favor contactar a Sociedade Portuguesa de Autores, através do email: atendimento@spautores.ptatendimento@spautores.pt.

A Autora,

Isabel Mendes (Isamar)

sexta-feira, 20 de novembro de 2015

Este não é o meu tempo

(imagem retirada da internet)

Este tempo em que vivo
Não foi o tempo que aceitei
Já é tempo de saber o que preciso
E este tempo faz-me sentir fora da lei.

É um tempo sem sal e apagado
Nem dá tempo para me fazer brilhar
Se continuar o tempo neste estado
Arranjarei tempo de procurar noutro lugar.

Nasci neste tempo por engano
O meu tempo devia ter outra cultura
Tivesse eu tido tempo de fazer um plano
E este tempo já não me causava tanta agrura.

Basta de ter um tempo impositor
Que não me dá tempo para evoluir
Qualquer dia faço deste tempo um impostor
E o meu tempo naturalmente há-de fluir.

Sem comentários:

Enviar um comentário