AVISO

É expressamente proibida a cópia ou reprodução em parte ou na totalidade do conteúdo deste blog, sem prévia autorização, estando reservados os direitos de Autor.

Para utilização de qualquer poema, é favor contactar a Sociedade Portuguesa de Autores, através do email: atendimento@spautores.ptatendimento@spautores.pt.

A Autora,

Isabel Mendes (Isamar)

quarta-feira, 8 de março de 2017

Dia Internacional da Mulher

Imagem: internet

Mulher é a força de vontade
É a luz da claridade
É o amor incondicional
Mulher é quem ensina os abraços
Quem decifra pelos traços
Mulher torna o comum especial

Mulher tem o sentido apurado
Por mais complicado
Que seja o problema
Mulher faz parte da solução
Sabe liderar a situação
Tem sempre o melhor esquema

Mulher é a beleza intemporal
Sem nunca ser banal
É o desabrochar da primavera
Mulher espera pacientemente
Aprendeu a ser benevolente
Mulher é a desejada quimera

Mulher é a Mãe enternecida
Que age sem medida
Na protecção dos seus rebentos
Mulher é a Esposa dedicada
É a companheira de jornada
Mulher são os melhores momentos

Mulher é sinónimo de confiança
É descendente da esperança
Mulher constrói-se na dificuldade
Ser Mulher é ser linda no exterior
Quando se sofre no interior
Mulher é pura autenticidade.



Mulher

É aquela que ao pegar o filho nos braços
Lhe sente os medos, os sonhos, os desabafos
Mulher
É aquela que enfrenta qualquer batalha
Sem questionar esforços, por pouco que valha
Mulher
É aquela que dá sem nada pedir
Por dentro a chorar, por fora a sorrir
Mulher
É aquela que ama sem qualquer barreira
E sem reclamar se dá por inteira
Mulher
É aquela que nos segura na mão
Quando é preciso guiar o nosso coração
Mulher
É luz, é brisa é saudade
Mulher
É silêncio, maresia é felicidade
Mulher
É tão-somente um ser divinal
Que tudo onde toca torna especial.





Sábia no jeito de amar
Mentora para quem não souber
Há quem a chame de amiga
Mas todos a conhecem por Mulher


Atravessa qualquer barreira por aqueles que ama
Dá a cara para o que der e vier
Há quem a chame de amor
Mas todos a conhecem por Mulher


Lar, abrigo, protecção
Esteja o seu filho onde estiver
Há quem a chame de mãe
Mas todos a conhecem por Mulher


Oferece um sorriso rasgado
A quem de bom grado o quiser
Dão-lhe o nome de simpatia
De sobrenome Mulher



Com o cabelo sobre o rosto
Reluzente como a prata do talher
A beleza encontrou assim a sua forma
Num corpo tão belo, como o teu Mulher!

                                                                                   

4 comentários:

  1. Poderia estender aqui uma montanha de palavras e comentários.
    Sintetizo apenas nesta:
    DIVINAL!!!

    ResponderEliminar
  2. Excelentes poemas amiga.
    Que todos os dias, sejam dias de mulher.
    Um abraço e resto de um feliz dia.

    ResponderEliminar
  3. Olá querida Elvira,
    Muito obrigada! Beijinhos

    ResponderEliminar