AVISO

É expressamente proibida a cópia ou reprodução em parte ou na totalidade do conteúdo deste blog, sem prévia autorização, estando reservados os direitos de Autor.

Para utilização de qualquer poema, é favor contactar a Sociedade Portuguesa de Autores..pt.

A Autora,

Isabel Mendes (Isamar)

quinta-feira, 23 de março de 2017

Padeço de enorme vazio

Imagem: internet

Padeço de um enorme vazio
Da alma e do pensamento
Não tenho calor nem frio
Nem conheço o meu talento

Está vazia a meta
E o trajecto a seguir
Perdi de vista a seta
Não sei como reagir

O vazio é quem comanda
Roubou-me o significado
Não faço parte da banda
Do mundo fui isolado.

                                                            

4 comentários:

  1. Sinto o mesmo, às vezes... mas gosto de ler isto!

    ResponderEliminar
  2. Olá Sr. José,
    Pois é, há alturas em que sentimos um enorme vazio...
    Obrigada pela visita,
    Beijinhos

    ResponderEliminar
  3. Gostei de ler.
    Um abraço e bom fim de semana

    ResponderEliminar
  4. Olá Elvira,
    Obrigada pela visita.
    Beijinhos

    ResponderEliminar