AVISO

É expressamente proibida a cópia ou reprodução em parte ou na totalidade do conteúdo deste blog, sem prévia autorização, estando reservados os direitos de Autor.

Para utilização de qualquer poema, é favor contactar a Sociedade Portuguesa de Autores..pt.

A Autora,

Isabel Mendes (Isamar)

terça-feira, 28 de novembro de 2017

Rasguei a tua camisa

Imagem retirada da internet

Rasguei, mas sem intenção
A camisa de algodão
Que deixaste da última vez
Acho que já não tem conserto
Tentei, mas não acerto
Acredita, não é malvadez

Decidi comprar-te uma nova
Mas vem fazer a prova
Para saber se fica à medida
É tão escassa a tua visita
Sinto-me como uma eremita
A viver numa ermida

Para a próxima tem mais cuidado
Põe cada coisa no seu lado
Para não ficar amarrotado
A roupa é como o amor
Há que tratá-la com primor
Para continuar em bom estado.

Sem comentários:

Enviar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...