AVISO

É expressamente proibida a cópia ou reprodução em parte ou na totalidade do conteúdo deste blog, sem prévia autorização, estando reservados os direitos de Autor.

Para utilização de qualquer poema, é favor contactar a Sociedade Portuguesa de Autores..pt.

A Autora,

Isabel Mendes (Isamar)

quinta-feira, 17 de maio de 2018

Foi um mal-entendido

Fonte: Google Images

Foi no Domingo passado
Que te vi asseado
Com pressa no caminho
Nem me viste a acenar
E deixaste o meu olhar
A olhar-te sozinho

Ainda te tentei seguir
Mas sem saber para onde ir
Tomei a direcção errada
Tive que voltar atrás
Mas tu foste fugaz
E perdi-te na estrada

Voltei a casa ao fim do dia
Mal sabendo onde ia
E ouvi-te chamar-me querida
Trazias em teu regaço
Bem amarrada num laço
A minha flor preferida

Foi todo um mal-entendido
Tu não andavas fugido
Nem pretendias estar ausente
Passaste todo apressado
Porque foste ao mercado
Comprar o meu presente.

Sem comentários:

Enviar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...