AVISO

É expressamente proibida a cópia ou reprodução em parte ou na totalidade do conteúdo deste blog, sem prévia autorização, estando reservados os direitos de Autor.

Para utilização de qualquer poema, é favor contactar a Sociedade Portuguesa de Autores..pt.

A Autora,

Isabel Mendes (Isamar)

segunda-feira, 23 de maio de 2011

NAS MÃOS QUE LEVO AO PEITO...




Nas mãos que levo ao peito
Mesmo sem jeito
Vai toda a minha devoção
Nas orações quando me deito
Quando confesso e aceito
Te entrego todo o meu coração.

Deus da Vida e da Verdade
Que com vontade
Se deu por inteiro
Deus dos que não ficam pela metade
Dos que aceitam a realidade
E não se regem pelo ponteiro.

Os olhos não ficam enxutos
Porque amar também é sofrer
O céu também se veste de luto
Porque o sol nem sempre pode aparecer.

1 comentário: