AVISO

É expressamente proibida a cópia ou reprodução em parte ou na totalidade do conteúdo deste blog, sem prévia autorização, estando reservados os direitos de Autor.

Para utilização de qualquer poema, é favor contactar a Sociedade Portuguesa de Autores, através do email: atendimento@spautores.ptatendimento@spautores.pt.

A Autora,

Isabel Mendes (Isamar)

quinta-feira, 9 de junho de 2016

Os Putos da minha Infância


Os putos de antigamente
Agiam mais coerentemente
Sabiam brincar de verdade
Os putos de outros tempos
Apreciavam os bons momentos
Conheciam o valor da liberdade

Os putos do meu passado
Percebiam o “ser educado”
Eram felizes com o que tinham
Os putos da minha infância
Tinham outra elegância
E orgulho de onde vinham

Os putos com que cresci
Com que brinquei e aprendi
Brincavam como ninguém
Os putos que já cresceram
E sabem de onde vieram
Acabaram por ser alguém.

2 comentários:

  1. Os putos da sua infância,
    com carinho os está mostrando
    no caminho da fé com esperança
    com saudades deles se lembrando!

    Tenha uma boa tarde com o que mais deseja,
    Um abraço.


    ResponderEliminar
  2. Muito obrigada pela sua visita e pelas suas bonitas palavras.
    Continuação de excelente semana!

    ResponderEliminar