AVISO

É expressamente proibida a cópia ou reprodução em parte ou na totalidade do conteúdo deste blog, sem prévia autorização, estando reservados os direitos de Autor.

Para utilização de qualquer poema, é favor contactar a Sociedade Portuguesa de Autores..pt.

A Autora,

Isabel Mendes (Isamar)

terça-feira, 3 de janeiro de 2017

Gosto do vazio


Gosto do vazio da rua
Da companhia da Lua
Nas noites de solidão
Gosto dos sorrisos de bom grado
De quem reconhece o seu pecado
E toma a melhor decisão.

Gosto da chuva que cai de mansinho
Do silêncio do meu cantinho
Do aconchego da paz interior
Gosto de quem diz a verdade
De quem assume a responsabilidade
De saber que sei dar o devido valor.

                                                                                                    


2 comentários:

  1. Muito bonito! Adorei o poema, todo ele inspira calma =)
    Beijinhos

    ResponderEliminar
  2. Olá!
    Muito obrigada!!
    É sempre bom quando gostam do nosso "trabalho".
    Beijocas

    ResponderEliminar