AVISO

É expressamente proibida a cópia ou reprodução em parte ou na totalidade do conteúdo deste blog, sem prévia autorização, estando reservados os direitos de Autor.

Para utilização de qualquer poema, é favor contactar a Sociedade Portuguesa de Autores, através do email: atendimento@spautores.ptatendimento@spautores.pt.

A Autora,

Isabel Mendes (Isamar)

quinta-feira, 27 de janeiro de 2011



Não importa que a chuva comece a cair
Nem que fique sem lugar para onde ir
Não importa que a voz me queira faltar
Nem que o silêncio se faça notar
Não importa que as noites não tenham fim
Se apesar de tudo, Tu habitas em mim.


Uma flor, um sorriso
Que mais é preciso
Para saber dar valor
Ao Pai, nosso Senhor
Que sempre, sem hesitar
Nos coloca em primeiro lugar.

2 comentários:

  1. Lindo mais uma vez.

    Um Abraço
    António

    ResponderEliminar
  2. Não importa que as noites não tenhm fim
    Se apesar de tudo, Tu habitas em mim.

    Este verso tem muito que se lhe diga

    ResponderEliminar