AVISO

É expressamente proibida a cópia ou reprodução em parte ou na totalidade do conteúdo deste blog, sem prévia autorização, estando reservados os direitos de Autor.

Para utilização de qualquer poema, é favor contactar a Sociedade Portuguesa de Autores..pt.

A Autora,

Isabel Mendes (Isamar)

segunda-feira, 29 de fevereiro de 2016

Os meus sonhos

(imagem retirada da internet)



Chega o momento de adormecer
E de deixar os sonhos entrar
Em pouco tempo deixo de perceber
Quem fica realmente a comandar

As imagens, os sons e a confusão
Com que os meus sonhos se fazem
Deixariam qualquer um em contra-mão
E em puro estado de vadiagem

Gostava de sonhar colorido
Com passarinhos à mistura
E não parecer um doido varrido
Que sonha sempre com a loucura

Se os sonhos se pudessem realizar
A minha vida tinha os dias contados
Porque em matéria de saber sonhar
Os meus estudos ainda não estão terminados

Anseio pelos sonhos de calmaria
Repletos de serenidade
Ver-me livre desta doidaria
Será um sonho tornado realidade.

Sem comentários:

Enviar um comentário