AVISO

É expressamente proibida a cópia ou reprodução em parte ou na totalidade do conteúdo deste blog, sem prévia autorização, estando reservados os direitos de Autor.

Para utilização de qualquer poema, é favor contactar a Sociedade Portuguesa de Autores..pt.

A Autora,

Isabel Mendes (Isamar)

quinta-feira, 28 de setembro de 2017

Desculpa, Desculpa

Imagem: internet

Insistimos em pedir desculpa
E deixamos a culpa
Em banho-maria
As desculpas vão crescendo
Mas não vamos aprendendo
A evitar a asnaria

“Desculpa, não volta a acontecer”
“Desculpa”, falam sem dizer
Tanta desculpa podia ser evitada
Aprender e saber corrigir
O mal que se está a infligir
É uma matéria ainda não estudada

A desculpa tornou-se banal
Sem sentimento real
Apenas uma mera formalidade
Dizê-lo com arrependimento
Com tristeza e discernimento
É só para quem sofre de civilidade.

2 comentários:

  1. Nunca me lembrei daquelas consequências. Apenas pensava que ficava bem, a qualquer de nós, pedir desculpa.

    ResponderEliminar

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...