AVISO

É expressamente proibida a cópia ou reprodução em parte ou na totalidade do conteúdo deste blog, sem prévia autorização, estando reservados os direitos de Autor.

Para utilização de qualquer poema, é favor contactar a Sociedade Portuguesa de Autores..pt.

A Autora,

Isabel Mendes (Isamar)

domingo, 11 de maio de 2008

HABITUEI-ME A TI

Habituei-me ao teu toque
Ao teu beijo, ao teu falar
Pede-me um só desejo
E é só teu o meu olhar.

Habituei-me ao teu sorriso
Ao teu ser, à tua essência
Morro por ti, se for preciso
Minha vida, minha demência.

Habituei-me a partilhar
Cada momento contigo
E nesta escola do “saber amar”
O “eu” não existe, é um perigo.

Habituei-me ao teu silêncio
Aos teus olhos, que tortura!
Tenho medo que se te perder
Inconsciente me entregue à loucura.

2 comentários:

  1. Adorei meninas .... descreve exactamente os que todos acabamos por sentir em algum momento das nossas vidas, quando se ama alguém de verdade.....

    ResponderEliminar
  2. Visite o blog...
    http://blogoportunidades.blogspot.com/

    ResponderEliminar

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...