AVISO

É expressamente proibida a cópia ou reprodução em parte ou na totalidade do conteúdo deste blog, sem prévia autorização, estando reservados os direitos de Autor.

Para utilização de qualquer poema, é favor contactar a Sociedade Portuguesa de Autores..pt.

A Autora,

Isabel Mendes (Isamar)

quinta-feira, 1 de maio de 2008

INGENUIDADE (POR TI)

Meus olhos vêm em ti
a continuação do meu ser
meu sonho não acaba aqui
nem minha vontade de viver.

Desarmas minhas barreiras por completo
sem esforço, nem receio
e ao sentir-me assim tão perto
fico rendida, solta sem freio.

Provocas em mim dependência
e um estado de ingenuidade
sinto em mim tua essência
e este efeito de felicidade.

Deixo-me levar, ser guiada
é mais fácil lutar assim
sabendo que ao ser amada

tu vais tomar conta de mim

Sem comentários:

Enviar um comentário