AVISO

É expressamente proibida a cópia ou reprodução em parte ou na totalidade do conteúdo deste blog, sem prévia autorização, estando reservados os direitos de Autor.

segunda-feira, 11 de março de 2019

Sou uma Suculenta


Sou como uma suculenta
Madura por dentro, verde por fora
A tudo tento estar atenta
E quase nada deito fora

Dia a dia vou crescendo
Não é preciso muita água
Todos os dias vou aprendendo
Os malefícios de guardar mágoa.

6 comentários:

  1. Olá, Isamar, obrigada pela sua visita, pelo seu belo poema. Vim conhecer seu blog e gostei muito! Quanto às magoas, guardá-las... pra quê? Nada fazem de bom, bem pelo contrário.
    Beijinho daqui do sul do Brasil

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá Tais, muito obrigada pela sua visita e pelas suas palavras.
      Beijinhos

      Eliminar
  2. E que malefícios. E são efectivamente reais.
    Mágoas não se podem guardar...
    Mas este poema, sim =)

    Beijocas

    ResponderEliminar

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...