AVISO

É expressamente proibida a cópia ou reprodução em parte ou na totalidade do conteúdo deste blog, sem prévia autorização, estando reservados os direitos de Autor.

Para utilização de qualquer poema, é favor contactar a Sociedade Portuguesa de Autores..pt.

A Autora,

Isabel Mendes (Isamar)

segunda-feira, 7 de julho de 2008

A MINHA CASA

Quatro paredes escondem
Murmúrios de alguém esquecido
Portas trancadas a ferros
Protegem do inimigo

Na chama da lareira
Caem lágrimas de tristeza
Volto a sentir o frio
Já não sei se tenho a certeza

Quero sair para a rua
Mas já nem sei se a rua vejo
Olho de longe o quintal
Talvez fosse o único desejo

A chuva bate na janela
Quero tentar dormir
Enrolo-me nos cobertores
Volto de novo a sentir

Sem comentários:

Enviar um comentário