AVISO

É expressamente proibida a cópia ou reprodução em parte ou na totalidade do conteúdo deste blog, sem prévia autorização, estando reservados os direitos de Autor.

Para utilização de qualquer poema, é favor contactar a Sociedade Portuguesa de Autores..pt.

A Autora,

Isabel Mendes (Isamar)

segunda-feira, 21 de julho de 2008

SANTA MARIA DA BALBOA

De uma pequena capelinha
Fizeste a tua morada
A ti peço minha santinha
Que nunca me deixes desamparada.

A Ti rogo, imploro e agradeço
Pelos momentos de fraqueza
O amor vindo de Ti não tem preço
E como é pura a tua beleza.

Quando me sinto à deriva
É a Tua porta que vou bater
E ao Deixares-me entrar em tua morada

Volta o sorriso, a paz e a vontade de viver

Sem comentários:

Enviar um comentário